Tag Archives: recem nascido

Como escolher as roupas do meu Bebê?

18 mar

OgAAAOKLyYuKfbQb43mZISDFgMkiT4oizSUO-Xq9aa7-b5cmqU1rYzb9jm3y0gLyf_ug7PTOC2nXKJBgJNUPD-Zy9TQAm1T1UChPFWszqp49y9ARZgwMM72WyVXz

Como escolher as roupas do meu Bebê?

Na hora de fazer compras para o filhote, a mamãe precisa de muita consciência para saber o que comprar. Algumas roupinhas parecem irresistíveis, mas comprar por impulso nunca é a melhor solução.


Antes de começar a preparar o enxoval do bebê que está para chegar, faça as contas e veja em qual estação ele vai nascer, assim você evita comprar roupas que não vão sair do armário.

Leve em consideração que os bebês logo que nascem ganham muitas roupinhas de amigos e familiares que vão visitar. Então, se segure e compre apenas alguns itens, de preferência bodys de mangas longas e curtas e conjuntinhos pagão que são mais difíceis de ganhar. Para o recém-nascido, duas ou três roupinhas de passeio em tamanho RN (recém-nascido) bastam. Logo ele vai passar a usar tamanhos maiores.

As roupinhas de bebê são muito pouco usadas e por isso a corrente de doações funciona muito bem. Considere as roupas doadas por primos e amiguinhos mais velhos.

Normalmente essas peças chegam em ótimo estado e parecem novas. Aliás, roupinhas de festa são uma ótima “herança” para os bebês. Converse com suas amigas e veja o que pode aproveitar para o enxoval do seu filho.

Se você se organizar, durante os nove meses de gravidez você pode pegar um ou dois períodos de liquidação. Essa é uma ótima oportunidade de fazer o enxoval.

Mesmo depois de o bebê nascer, as promoções continuam a ser um bom negócio, afinal, roupa de bebê não segue muito modismo.

Acesse nossa loja online e confira variedades de roupas para seu bebê: http://bit.ly/gccVPm

Fonte: Guia do Bebe

 

Dicas para Lembrancinhas de Maternidade!

11 mar

Lembrancinhas

O dia do nascimento de uma criança é data importante não só para os pais, mas para todos os familiares e amigos que fizeram parte dessas ‘espera’. O que fazer então para tornar essa data inesquecível?

As chamadas “lembranças de bebê” ou “lembranças do nascimento” são os artifícios mais usados na tentativa de marcar a chegada do novo integrante da família. Elas são entregues ao visitante no momento da primeira visita. É uma forma de apresentação do bebê a sociedade! Não se sabe ao certo quando ou onde teve início esse costume, mas é fato que ele se estabeleceu como parte de nossa cultura.

As lembrancinhas de maternidade se transformaram numa forma educada e singela de agradecimento à atenção destinada ao recém-nascido, mas vale dizer que sua principal função é atuar como uma espécie de marco do nascimento, afim de que o visitante lembre-se sempre da referida data.

“Qual a lembrança ideal?” ou “Que tipo de lembrança ofertar?” são perguntas comuns na hora da escolha. Você pode optar pelas lembranças prontas ou até mesmo confeccioná-las de acordo com sua imaginação, fazendo uso de suas habilidades para criar uma lembrança que tenha a sua cara, ou a cara de seu bebê! Nessa procura, você irá encontrar os mais variados tipos de materiais para a confecção das lembrancinhas, dentre os quais o biscuit, as figuras em gesso, os sabonetes, imãs, chaveiros, saches… Enfim, uma vasta infinidade de opções. Você só tem que colocar a mente pra trabalhar!

Uma boa dica na hora da escolha é optar por uma lembrança que reflita alguma característica (peculiar ou não) do casal, fazendo com que a partir daí, haja então a associação da imagem destes ao recém-nascido.

Só não vale deixar passar em branco essa ocasião tão especial. Assim como o bebê merece a atenção e as boas-vindas de todos a sua volta, estas pessoas merecem o agradecimento por seu gesto de acolhida e carinho para com o novo integrante da família!

Dê uma olhada em nosso site e confira o setor de lembrancinhas, uma mais linda que a outra: http://migre.me/3YCSz

Fonte: Dica de Presentes

O que vestir em seu filho(a)?

9 mar

O que vestir?

Geralmente as roupas da maternidade são as mais caprichadas – e caras. Difícil escapar dessa cilada, já que você quer recebê-lo com todas as honras a que ele tem direito. Mas lembre-se de que roupa de recém-nascido pode durar apenas um único mês e que nessa fase troca-se muitas vezes de roupa ao longo do dia (e da noite) – ou seja, é preciso um bom sortimento.

Se você é do tipo que aprecia uma boa relação custo-benefício, vai preferir pagar mais caro pelas roupas que ele mais usa: ou seja, bons bodies e camisetas de algodão puro, macacões e calças confortáveis, de malha, moletom ou fleece (para o inverno).

Mas e a roupa da primeira festa? Do primeiro aniversário? Claro que, mais uma vez, você vai querer caprichar. Se for seu primeiro filho, invista sem culpa. Você vai reaproveitar muita coisa para o segundo – e pode dar essa alegria a uma criança carente. De qualquer jeito, tenha certeza de que a roupa escolhida, apesar de chique, permite à criança movimentar-se à vontade. E é bom ter a cumplicidade dela – que se sentirá orgulhosa de estar tão elegante naquele dia. Nada de ataques histéricos se cair sorvete de uva no vestido pomposo. É mais importante a alegria da criança ao tomar um sorvete do que sua irritação diante de sua própria falta de previsão.

Seu filho não é miniatura dos pais. É um ser humano que deve ser respeitado. Camisas abaixo do tamanho 2 deveriam ser proibidas por lei. Roupas de tecido sintético de baixa qualidade também. A criança é como a grávida: deve usar apenas tecidos que favoreçam a respiração da pele. Acredite: o 100% algodão é o melhor companheiro de ambas.

 Até 3 meses

• Compre pouca roupa sofisticada de tamanho RN (recém-nascido). O bebê cresce e engorda rápido nesse período.
É BOM TER: seis macacões de linha, lã ou plush e duas mantas.
EVITE: peças com muitos bordados, golas grandes e tecidos ásperos.

3 meses a 1 ano

• O bebê já vai engatinhar e até pode começar a andar no final desta fase. Opte por roupas que permitam boa movimentação.
É BOM TER: muitos bodies e meias com antiderrapantes.
EVITE: calças sem abotoamento lateral ou interno.

1 a 2 anos

• A criança não troca tanto de roupa e já usa mais sapatos e tênis.
É BOM TER: para festas, três vestidos (meninas) e quatro camisetas, duas calças e duas bermudas (meninos).
EVITE: vestidos com armação e laços exagerados.

2 a 3 anos

• Eles já conseguem se vestir com supervisão.
É BOM TER: acessórios variados e roupas com estampas coloridas para enfeitá-los.
EVITE: peças que são difíceis de vestir.

3 a 5 anos para meninas

• Criança deve estar bem vestida com roupa de criança. Tome cuidado para que ela não fique parecida com uma adolescente.
É BOM TER: conjuntos de malha, porque as garotas querem mesmo é muita brincadeira.
EVITE: sapatos de salto alto e plataforma.

3 a 5 anos para meninos

• Camisetas coloridas, bermudões e alguns pares de tênis são peças obrigatórias no guarda-roupa dos garotos.
É BOM TER: para festas, calças e bermudas de cores básicas. Deixe a cor para a parte de cima.
EVITE: roupas justas.

eralmente as roupas da maternidade são as mais caprichadas – e caras. Difícil escapar dessa cilada, já que você quer recebê-lo com todas as honras a que ele tem direito. Mas lembre-se de que roupa de recém-nascido pode durar apenas um único mês e que nessa fase troca-se muitas vezes de roupa ao longo do dia (e da noite) – ou seja, é preciso um bom sortimento.

 
Acesse nosso site e confira a variedade de roupas para seu pimpolho(a): http://www.cegonhafeliz.com.br/ 

 

  
Fonte: Veja On-line